Verão 2017

Arte Sacra

O verão 2018 da Arte Sacra reflete a arquitetura concretista imponente em harmonia com a sutileza da natureza e a permanente busca do equilíbrio entre elas. A coleção, intitulada Poesia Urbana, joga luz sobre contrastes entre formas e cores, precisão e fluidez, ousadia e naturalidade e a ambivalência entre leveza e peso.

A estação é marcada por modelagens estruturadas e desconstruções. Destaque para kaftans, mangas, drapeados e ombro único, que recebem moulages assimétricas. Os bordados são inspirados nas múltiplas formas do mundo natural. Em um minucioso trabalho, surge uma explosão de delicadezas em equilíbrio com a ousadia e sensualidade das formas geométricas.

A construção dos bordados é feita em materiais como paetês marmorizados, vidrilhos, miçangas, pedrarias, pétalas e folhagens em tecidos cortados à laser, com motivos arabescos e degradês instigantes. A cartela de cores é composta por azul infinito, mirtilo, blueberry, verde sereno, botânico, flor de arroz, lichia, vermelho romã, apricot, e off-white, que dão vida a tecidos como o crepe, que surge nas versões acetinado, silk, plissado e malha, assim como o musseline de alta torsão, o tule lurex e as rendas turcas.

As estampas fazem uma alusão à arte abstrata e estão divididas em três categorias: Poesia Urbana, Arquitetura e Ondas. A primeira representa, em seus traços, a beleza e inquietude da natureza. A geometria estrutural e urbanidade compõem o conceito da Arquitetura. Já as curvas do estilo Concretista conferem sensações de continuidade e movimento a Ondas. Hotpants, paetês, sobreposições, statement dresses, animal print e ombros sobressaltadosestão principais tendências da temporada que busca a paridade entre linhas suaves, concretas e orgânicas, e o resgate da essência poética na moda.


Vídeos





Desfiles mais recentes

Arte Sacra


Verão 2019

Arte Sacra


Inverno 2018

Arte Sacra


Inverno 2018

Arte Sacra


Inverno 2017