2019 > Verão

SISSA

Atemporal é a palavra-chave para entender o verão 2019 da Sissa. Sem compromisso com tendência alguma, as roupas criadas pela estilista Alessadra Afonso Ferreira têm a força estética dos objetos que são feitos para durar para sempre, são aquelas peças que ficam com a gente pela vida afora. E por isso mesmo acabam ganhando significados para lá de afetivos na nossa trajetória.

Mas, que ninguém confunda atemporal com clássico. A moda atemporal da Sissa é contemporânea, carrega consigo a expressão e os desejos do nosso tempo. E é justamente essa equação de uma moda atualíssima e ao mesmo tempo eterna que torna a coleção tão desejável.

O mosaico de vivências de Alessandra mais uma vez serviu como fonte inesgotável de inspiração. A foto da varanda da casa de sua avó em Campinas, São Paulo, com o jardim ao fundo é a perfeita tradução da concretude da moda que ela cria atualmente. A cartela de cores da Sissa para o próximo verão está toda naquela imagem, em cores sóbrias migradas da decoração para a moda. 

O nome Java Medusa se refere a duas das principais estampas criadas pela designer, sempre a partir de suas pinturas em aquarela. A primeira, Java, é um floral sutil em tons de bordô, verde azulado e cru e cuja inspiração foi um colecionável tecido vintage garimpado por Alessandra em Londres. Já a Medusa, em branco e preto ou cru e o-white, faz referência ao abstrato étnico e é cheia de vida, visceral. Impossível não se encantar pela túnica e pelos vestidos de algodão ou tricoline, com ou sem mangas, que vão do almoço praiano ao coquetel.

Esse perfeito equilíbrio entre delicadeza e força é outra faceta evidente do atual momento da marca. Sem perder a feminilidade que é a própria essência da Sissa, as peças ganham cada vez mas personalidade graças aos materiais, estampas e modelagens.

O linho é protagonista – tecido tão delicioso de usar e que tem tudo a ver com os dias ensolarados do nosso verão tropical. Na estampa Java e MiniJava ganhou versões de túnica, macaquinho, conjunto de top e short, jaqueta e vestido, esses dois últimos com o toque de modernidade de bolsos grandões e botões de metal em tom de ouro velho.

Também na estampa Java, o body franzido de elastex nas costas é uma das peças que mais incorpora o espírito retrô-atual da coleção. Tem tudo para virar hit ao lado do vestido Claudia em voil de algodão com shape de chemise com saia longuete. Nas mesmas tonalidades de cru e bordô, a estampa Sumatra (e MiniSumatra, na escala reduzida que já virou marca registrada da Sissa) aparece em peças cheias de charme como a saia envelope um pouco rodada, a bata com mangas amplas, o vestido pareô e as saias mídi. O clima é de verão, são roupas para usar como se fossemos tratar nosso dia a dia como um eterno domingo.

A sarja é outro material que vem ganhando destaque coleção após coleção. Nas versões lisas em khaki e lavanda, dá vida a jardineiras, macaquinhos, jaqueta biker, saia mídi, short-saia e bermuda. Na Medusa, tem o requinte da estampa de quadro feita à mão, na técnica de serigrafia, o que acontece também nas peças de tricoline estampadas.

Enfatizando o lado mais sutil da coleção, o print Ikebana tem inspiração oriental e dá vida a peças importantes como o vestido de tear de algodão com gola-colar de seda verde safari. As outras estampas que colorem a coleção são a Tangerina Blossom, Nuvem (num tom claro de cinza azulado) e Matcha (verde chá). O vestido Rita que já virou a marca registrada da Sissa ganha frescor com botões de resina brancos e versão “falso liso” com estampa ton sur ton.

Duas outras estampas completam a alegria eternizada do verão: Pássaros do Leblon, em preto e branco, e Salada de Frutas, com caju e cerejas em fundo azul marinho. Hit da marca, o macacão com mood utilitário na cor safari agora tem a bossa de elástico na cintura e fecho de velcro, detalhe que ainda dá mais atualidade à peça. Na mesma cor, o vestido comprido de crepe de seda também tem acabamentos de velcro, injetando um toque esportivo.

Reedição da coleção anterior, o vestido Dakota com a estampa Orixás meets Picasso no tear de algodão e no linho com algodão cru tem tiragem limitada. A camiseta da mesma estampa promete virar desejo, junto com a da estampa Java. De palha de linho, as lisas em o-white e lilás também são peças tem-que-ter.

O clima de férias para sempre tem ainda a bossa de biquínis de tecido, toalha e sacola com a estampa de onça estilizada que é a própria assinatura da Sissa. 

MUQUÉM COOL SEXY

As peças produzidas com o tear manual criado com sobras têxteis da Sissa em parceria com o grupo de tecelãs de Muquém, em Minas Gerais, refletem o crescente desejo da estilista por criar uma moda bela – e sustentável. Para o verão 19, vestido, jaqueta, colete, short, saia mídi e minissaia em preto com o-white ou só o-white são o que há de mais chic & cool – e são para sempre.


Vídeos





Coleções Mais Recentes

Sissa


2018 > Inverno

Sissa


2018 > Verão

Sissa


2017 > Inverno

Sissa


2017 > Inverno

Sissa


2017 > Verão