Delegação com 14 empresas brasileiras de vestuário marcam presença na Coterie

Entre os dias 15 e 17 de setembro, uma delegação com 14 empresas brasileiras desembarcam na cidade de Nova York, Estados Unidos. As marcas participam da feira de vestuário e acessórios Coterie com o apoio do Texbrasil (Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira) e do Fashion Label Brasil — programas de internacionalização realizados por meio de parcerias entre a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), a  Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) e a ABEST (Associação Brasileira dos Estilistas), respectivamente.

Entre as empresas que vão apresentar as coleções de verão 2020 no evento estão as marcas do Texbrasil (Charmosa, Colcci, Haes, Juliana Sanmartin, Maria Pavan, PatBo, Rio de Sol e Skazi) e do Fashion Label Brasil (Glorinha Paranaguá, Iorane, Lavish, Paula Torres, Ryzi e SERPUI). 

Uma das empresas que vão marcar presença é a Rio de Sol. Esta é a primeira edição da especializada em moda praia na Coterie. Gian Guatierri, dono da Rio de Sol declarou que as expectativas da estreia da empresa no mercado são as melhores.

“A nossa competitividade não será pelos preços, uma vez que o mercado norte-americano tem altas taxas, mas pela qualidade e criatividade dos nossos produtos”, conta Gian. Ele afirma ainda que a pontualidade de entrega da Rio de Sol jogará a favor na hora da conquista dos clientes. 

Já a SERPUI é veterana na Coterie; a marca participa da feira parisiense há mais de 15 anos. “A Coterie foi, sem dúvidas, uma grande vitrine do meu trabalho para o mercado internacional. Ao longo desses anos, conseguimos fidelizar os clientes americanos, levando brasilidade através de nossas bolsas coloridas e alegres. O comprador internacional percebe que somos uma marca brasileira graças a esse DNA inovador e divertido”, conclui Serpui Marie, designer da marca.

A gerente executiva do Texbrasil, Lilian Kaddissi, comenta sobre a participação brasileira na feira: “Estamos há quase 20 anos apoiando empresas do Programa no evento. Esse trabalho gerou frutos, principalmente junto aos compradores norte-americano que já tem relacionamento com muitas marcas”. 

Lilian explica ainda que a frequência brasileira também agrega na imagem dos produtos nacionais no mercado de vestuário. “Os americanos já conhecem o nome de muitas marcas brasileiras. A plataforma de negócios é uma verdadeira vitrine neste sentido”, finaliza. 

04.09.2019