Eventos durante a Semana de Moda de Paris geram US$ 4 milhões em negócios para as marcas brasileiras

Um grupo com mais de 30 marcas brasileiras protagonizou momentos de ótimos negócios durante as feiras Premiere Classe Tuileiries, Splash e Tranoï, além dos showrooms que aconteceram por toda a cidade de Paris. Entre os dias 27 de setembro e 1º de outubro, marcas dos segmentos de moda praia, feminina, calçados, acessórios e joias apresentaram suas coleções e novidades em território francês.  

As ações contaram com o apoio do Texbrasil (Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira) e do Fashion Label Brasil — programas de internacionalização realizados por meio de parcerias entre a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) e a ABEST (Associação Brasileira dos Estilistas), respectivamente.

Ao todo, as marcas brasileiras bateram a marca de USD 1,3 milhão em negócios imediatos, com expectativa de USD 2,7 milhões para os próximos 12 meses. "A delegação brasileira deste ano estava com um time de peso, com marcas de alto valor agregado e ações em diversas feiras e showrooms espalhados pela cidade luz. Foi realmente uma edição importante para a história do apoio dos programas da Apex-Brasil", afirma Lilian Kaddissi, gerente executiva do Texbrasil.

“Nessa edição, ultrapassamos a marca de 30 empresas apoiadas pela Apex-Brasil. Nosso objetivo é propagar a criatividade dos produtos e do design brasileiro, gerando negócios que contribuem para a imagem e exportação do País”, completa Paulo Lourenço Bartholomei, presidente da ABEST.

Na Tranoï, feira dos segmentos de vestuário e acessórios, o grupo foi composto por seis marcas: Arte Sacra, Brennheisen e Iorane (Integrantes do Fashion Label Brasil). Já Skazi, Vitor Zerbinato e Leafy Natural Couture são integrantes do Texbrasil.

“Após oito edições participando da Tranoï, podemos dizer que conseguimos fidelizar os nossos clientes. Ouvimos algumas vezes dos nossos clientes que foram até o evento apenas para ver a nossa coleção e fazer o seu pedido”, destaca Junior Malagodi, gerente de vendas da grife Vitor Zerbinato. Ele ainda completa: “Hoje podemos dizer que a participação e a internacionalização da marca já representam 15% das vendas de uma estação. Acreditamos que ainda estamos no começo, temos muito potencial como empresa e o desejo pela marca também vem crescendo em cada edição por compradores de vários lugares do globo. E para continuarmos neste crescimento o apoio da Texbrasil, Abit e Apex-Brasil é fundamental”.

Já a Skazi, que participou pela 3ª vez da Tranoï, revela um crescimento constante com a participação no evento. “Abrimos novos clientes em novos países e também recebemos antigos clientes que já se fidelizaram com a marca. Alguns clientes solicitam alterações nas peças devido a questões culturais como decotes e fendas. Como a Skazi possui um enorme parque fabril com fabricação própria de todas as peças, conseguimos atender a todas essas necessidades específicas de alguns clientes. Apresentamos dessa vez a coleção resort e verão 2020 e foi um sucesso”, comemora Letícia Morado, International Business Manager da marca. 

Na Splash Paris, as marcas do Fashion Label Brasil (Lenny Niemeyer e Nannacay) e do Texbrasil (Clube Bossa e PatBO) apresentaram suas coleções de Verão 2020.  “Pela segunda vez, a Nannacay contou com o apoio do Fashion Label Brasil que está sendo imprescindível para o nosso desenvolvimento no mercado internacional”, ressalta Marcia Kemp, idealizadora e fundadora da marca. 

Já na Première Classe Tuileries participaram as marcas Augusta, Catarina Mina, DOTZ, Florita Beachwear, Mariah Rovery, Roberta Mattos, SERPUI e Serpentina. “Fizemos ótimos contatos com compradores de Portugal, Grécia, Israel, entre outros. Após três edições na feira, os compradores começaram a entender e aceitar a proposta do nosso trabalho”, diz Mariah Rovery, designer. 

Showrooms

As marcas brasileiras também levaram suas coleções em showrooms independentes: Alexandrine (Hotel The Westin), Ana Khouri (Hotel Ritz), Fernando Jorge (Hotel Les Jardins du Faubourg), Lapima (Hotel Lutetia) e Wai Wai (81 Boulevard Beaumarchais).

“Participar de um showroom durante a semana de moda de Paris foi uma experiência muito importante para que possamos conquistar o mercado internacional. Os compradores estão em busca de qualidade, beleza e modernidade, mas também procuram um frescor e uma bossa que só a moda brasileira tem e vem conquistando seu espaço no mundo fashionista”, ressalta Alexandra Fructuoso, fundadora da Alexandrine.

Já o coletivo de marcas Meerk, Lily Franco, Akra Collection, Osklen, Lolitta, Cabana e Haight participaram do Blanc Fashion. A Adriana Degreas escolheu o showroom Bare- Agency, enquanto a Sophia Hegg levou suas peças para Studio Zeta. A Clube Bossa, Helen Hodel e Leafy Natural estiveram no showroom Areia.

 

17.10.2019